06457168-a11d-47bb-9a66-1e935490b97f.jpg

11 de setembro de 2019by Administrador0

Cozinha Willy Janz

Quando falamos de crianças e adolescentes, vemos que é nessa fase que são incorporados hábitos alimentares que vão permanecer por toda a vida por isso a escola Willy Janz se preocupa com essa questão. A cozinha Willy Janz tem o cuidado de utilizar alimentos e preparações caseiras, como: sucos in natura ou polpa de frutas, iogurte natural, manteiga, farinhas de: linhaça, arroz, maracujá, amêndoas; Açúcar mascavo e/ou demerara; entre outros, e sempre com a supervisão do nutricionista responsável e seguindo um cardápio com princípios de quantidade, qualidade harmonia e adequação, pois muitos dos hábitos incentivados na infância permanecerão.

A área de preparo e armazenamento da cozinha estão de acordo com as normas estabelecidas na RDC º216, órgão emissor: ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Essas vigências abrangem atividades como: Estabelecer procedimentos de Boas Práticas para serviços de alimentação a fim de garantir as condições higiênico-sanitárias do alimento preparado, controle integrado de vetores e pragas urbanas, a manutenção e higienização das instalações, dos equipamentos e dos utensílios, o controle da água de abastecimento, a capacitação profissional, o controle da higiene e saúde dos manipuladores, o manejo de resíduos e o controle e garantia de qualidade do alimento preparado (como coleta de amostras das preparações, e controle de temperatura de balcões e refrigeradores).

Temos alimentação completa para os alunos do período  integral e também contratações de lanches mensais para alunos do meio período.

 

Responsável pela cozinha Willy Janz
Rafaela Biazotto – Nutricionista  CRN 8 – 10190


Redimensiona.jpg

9 de fevereiro de 2018by Administrador0

As aulas de ciências são uma das melhores oportunidades para inovação na escola. A disciplina já possui um carácter experimental, partindo disso é possível engajar os alunos com algumas práticas que utilizam ferramentas tecnológicas, agregando conhecimentos e experiências no desenvolvimento escolar das crianças e adolescentes. É uma excelente maneira de fazer os alunos se envolverem mais com os estudos.

Simulados virtuais

Algumas práticas são difíceis ou impossíveis de serem realizadas em sala de aula ou então para os alunos verem de perto. A tecnologia de realidade virtual e outras simulações feitas virtualmente resolvem esse problema, além de permitirem que a turma veja a aplicação do que aprenderam em teoria.

Engana-se quem pensa que precisa de uma estrutura complicada para realizar simulações virtuais, muitas vezes só basta um computador. Por exemplo, a Universidade do Colorado Boulder possui um site, o PhET (https://phet.colorado.edu/pt_BR), com várias simulações em português, tratando de temas como atomística, radioatividade, osmose, frações, entre outros. A UFSC – Universidade Federal de Santa Cataria – também oferece um site com experimentos remotos, além de possibilitar que o professor ou alunos criem seus próprios experimentos, o site se chama RexLab (http://relle.ufsc.br/labs).

STEM

O STEM é uma metodologia baseada em projetos que mistura a aplicação de conceitos de ciências, tecnologia, engenharia e matemática. Há ainda o STEM, sua utilidade é para quando habilidades em artes são necessárias para a execução do projeto. Os dois sistemas propõem que os alunos coloquem “a mão na massa” e façam seus próprios projetos ou equipamentos de laboratório. Um exemplo é que os estudantes construam seus próprios microscópio usando o celular.

Minecraft

O Minecraft é um jogo baseado em blocos e criatividade. Algumas das possibilidades é trabalhar o conceito da construção de uma cidade sustentável ou então fazer com que os alunos construam biomas virtualmente, para isso será necessário que eles entendam as características dos biomas para poder aplicar.

Por se tratar de um jogo em que as crianças e adolescentes podem facilmente se distrair, é fundamental que exista uma intencionalidade pedagógica e o acompanhamento do professor. Será preciso planejar como a atividade será realizada, o tempo estimado, etc.

Fonte: www.info.geekie.com.br/aulas-de-ciencias